VMA 2018; Camila Cabello se Consagra a Grande Vencedora, Numa Premiação Morna

Ontem, 20/08, foi realizada a edição de 2018 do Video Music Awards da MTV, o VMA.

Numa noite morna, tiveram destaques as performances de Shawn Mendes, Ariana Grande, Nicki Minaj e a grande homenageada da noite, Jennifer Lopez, que subiu ao palco para apresentar um mashup de seus maiores sucessos e receber o Michael Jackson Vanguard Award.

A grande vencedora da noite foi Camilla Cabello, que venceu as duas principais categorias; Artista do Ano e Video do Ano por Havana, este ultimo entregue por Madonna, que inclusive antes de apresentar Camila como vencedora, fez uma timida homenagem a Aretha Franklin.

 

Confira a lista completa de vencedores;

Clipe do ano

Camila Cabello ft. Young Thug – “Havana”

Artista do ano

Camila Cabello

Música do ano

Post Malone ft. 21 Savage – “rockstar”

Artista revelação

Cardi B

Melhor colaboração

Jennifer Lopez ft. DJ Khaled & Cardi B – “Dinero”

Melhor Pop

Ariana Grande – “No Tears Left to Cry”

Melhor hip-hop

Nicki Minaj – “Chun-Li”

Melhor latino

J Balvin, Willy William – “Mi Gente”

Melhor dance

Avicii ft. Rita Ora – “Lonely Together”

Melhor rock

Imagine Dragons – “Whatever It Takes”

Melhor vídeo com mensagem

Childish Gambino – “This Is America”

Melhor fotografia

The Carters – “APES**T” – Benoit Debie

Melhor direção

Childish Gambino – “This Is America” – Hiro Murai

Melhor direção de arte

The Carters – “APES**T” – Jan Houlevigue

Melhores efeitos visuais

Kendrick Lamar & SZA – “All The Stars”

Melhor coreografia

Childish Gambino – “This Is America”

Melhor edição

N.E.R.D & Rihanna – “Lemon”

Ler mais

Cardi B – Invasion of Privacy; O Decente Debut de Uma Estrela em Ascenção

Cardi B, nome artístico da nova iorquina Belcalis Almanzar, estourou no final do ano passado com o mega hit Bodak Yellow e desde então a expectativa pelo primeiro disco da garota foi crescendo até o lançamento de Invasion of Privacy seu debut oficial.

Como um bom disco de rap / hip hop, as colaborações não poderiam ficar de fora e a lista de estrelas é grande; Migos, Chance The Rapper, Bad Bunny, J Bavin, Kehlani, 21 Savage, YG e a jovem SZA fechando a lista.

Mesmo com um elenco de apoio de peso, sozinha é onde Cardi brilha mais, mostrando que a garota tem as habilidades necessárias de uma superstar e muitas vezes essas colaborações soam desnecessárias e sem proposito como veremos a frente.

O disco começa com a ótima Get Up 10 que põe o ouvinte já nos primeiros versos no universo de Cardi. A letra fala do inicio complicado da carreira e das pedras que a garota teve que tirar do caminho para enfim alcançar o sucesso, tema já manjado, porém aqui tem um certo frescor pela veracidade que Belcalis passa aos ouvintes.

Drip com participação do Migos, tem apenas 4:22 minutos de duração, porém tem um estranho efeito de parecer infinita e nesse caso não seria por ser boa demais.

A faixa funcionaria melhor se fosse uma música do Migos no álbum deles com a participação da Cardi B e não ao contrário. A garota some na música que fica entregue ao Trio que também não sabe onde nos levar. Péssima escolha para ser uma faixa 2.

O disco retoma na faixa 3, aqui com Cardi sozinha e deliciosamente a vontade com Bickenhead, é de fazer passinho gangsta da sala ou na balada. (Alguém ainda usa o termo passinho? Rs).

Bodak Yellow vem em seguida para manter o ritmo quente e na sequência a ótima Be Careful que tem uma pegada bem cosmopolita com a mistura precisa de vários elementos, os latinos inclusos, com alguns palavrões falados em espanhol. Mais uma faixa em que Cardi se garante sozinha.

Chance The Rapper vem para colaborar em Best Life, onde ele dá seu recado sem se sobressair a sua anfitriã.

O combo I Like It com Bad Bunny e o hitmaker latino J. Bavin e a sensível Ring com Kehlani vem formar o trecho radiofônico do álbum; músicas para tocar no FM verão afora.

Thru Your Phone trás uma Cardi B mesclando o rap com um vocal pop cantado pela própria, mostrando que ela tem uma voz boa para o gênero e que se precisar se apoiar nele em algum ponto da carreira, o fará muito bem. A faixa tem coesão com o resto do material, sem perder seu diferencial.

I Do, parceria com SZA fecha o trabalho com decência.

No geral Invasion of Privacy, apesar de fazer parecer que daremos uma olhada na vida privada da rapper, não cumpre essa função, a ostentação se sobressai ao que de fato deve ser a mente e o coração de Belcalis. Porém serve para entreter e animar algumas boas festas.

O excesso de colaborações também prejudica um pouco aqui, já que Cardi ainda não desenvolveu aquele fator de superestrela que consegue brilhar mesmo em meio ao sol do meio dia, mas ela terá tempo para isso, sua carreira está apenas começando.

 

 

Nota 7/10

Para ouvir;

Get Up 10

Bickenhead

Bodak Yellow

Be Careful

Thru Your Phone

 

Ler mais

Original Sound Track – Black Panther The Album Music From And Inspired By; Kendrick Lamar, Arrebatador para Dizer o Mínimo

Os álbuns que carregam o peso de serem trilha sonora, muitas vezes não fazem mais que escorrer musicalmente a trama da tela prateada. Não é esse o caso de Black Panther The Álbum Music From And Inspired By, produção luxuosa de Kendrick Lamar para o novo filme da Marvel, Black Panther. Sentimos a inspiração do universo de pantera negra, conseguimos vislumbrar em algumas faixas Wakanda, o país africano fictício do longa, claramente em nossa mente, porém se tratando de uma obra que visa representar um filme de herói/aventura/ação, dá para descolar as faixas e dar a elas um sentido a parte ao do filme e é isso que faz algumas trilhas sensacionais, The Body Guard é uma delas.

Kendrick começa o disco com a faixa que dá nome a obra Black Panther, com um twist muito interessante, que inicialmente constrói a tensão para depois nos deliciar com uma instrumentalidade industrial mixada com elementos da música africana subsaariana, é de encher os ouvidos.

A pop All The Stars, parceria com SZA, dá segmento com certa dignidade a peça, porém é uma faixa para dar um certo tom consumível ao trabalho como um todo, apesar de ambos estarem maravilhosos, a faixa cumpre apenas o seu papel. A seguir temos uma sequência sensacional de três produções estonteantes; X de ScHoolboy Q, 2 Chainz e Saudi, The Ways de Khalid e Swae Lee e culminando com a maravilhosa Opps de Vince Staples e Yugen Blakrok. Arrebatadoras para dizer o mínimo.

O clima da uma suavizada com a estonteante I am de Jorja Smith, vocais deslumbrantes e uma produção impecável, a moça desfila pelos 3:28 de duração da faixa.

Zacari traz em Redemption, parceria com Babes Wodumo, um arranjo eletrônico que emula os tambores tribais, isso mais a energia do piano cabaresco que traz sofisticação à faixa, nos deixa nada menos que rendidos, parabéns ao Kendrick pela produção magnifica.

Seasons é uma faixa boa parte cantada em um idioma nativo do continente africano, que evoca beleza e autenticidade, é de arrepiar, a faixa é trabalho de Mozzy, Sjava e Reason.

O disco termina com Pray for Me de Kendrick Lamar com The Weekend e é impressionante a capacidade que o The Weekend tem de tomar qualquer música como sua e dar a ela seu toque único. Ótima forma de fechar um álbum sensacional.

Kendrick Lamar conduz Black Panther como um competente maestro, do início ao fim, seja a frente das faixas, seja no background como produtor e idealizador.

Com certeza forte candidato a um dos melhores discos do ano, a amiga de Kendrick, Taylor, que se cuide no Grammy 2019, visto que a premiação ama trilhas sonoras, o que seria merecidíssimo.

Se você já viu o longa, certeza de ter saído com essa trilha na cabeça. Confira aqui.

Nota 9/10

Para ouvir;

X (ScHoolboy Q feat 2 Chainz and Saudi)

The Ways (Khalid feat. Swae Lee)

Opps (Vince Staples feat. Yugen Blakrok)

I Am (Jorja Smith)

Redemption (Zacari feat. Babes Wodumo)

Pray For Me (The Weekend feat. Kendrick Lamar)

 

Ler mais

GRAMMY 2018; Bruno Mars Se Consagra o Grande Vencedor Numa Cerimonia Emocionante

Rolou ontem, 28, no lendário Madison Square Garden em Nova Iorque, a 60ª cerimonia do Grammy.

Conduzida por James Corden, contou com performances de nomes como Childish Gambino, Kendrick Lamar, SZA, U2, Lady Gaga, Bruno Mars, Kesha, P!nk entre outros.

Destaque para a apresentação da Rihanna que botou fogo no palco do Grammy.

Kendrick Lamar e Bruno Mars se consolidaram como os grandes vencedores da noite, com Kendrick levando 4 gramafones e Bruno 6 incluindo a tríplice coroa, Álbum do Ano, Gravação do Ano e Canção do Ano.

Confira abaixo a lista completa de vencedores.

 

Álbum do Ano

Childish Gambino – “Awaken, My Love!”
JAY-Z – 4:44
Kendrick Lamar – DAMN.
Lorde – Melodrama
Bruno Mars – 24K Magic – VENCEDOR

 

Gravação do Ano

Childish Gambino – Redbone
Luis Fonsi & Daddy Yankee – Despacito [ft. Justin Bieber]
JAY-Z – The Story of O.J.
Kendrick Lamar – HUMBLE.
Bruno Mars – 24K Magic – VENCEDOR

 

Canção do Ano

Luis Fonsi & Daddy Yankee – Despacito [ft. Justin Bieber]
JAY-Z – 4:44
Julia Michaels – Issues
Logic – 1-800-273-8255 [ft. Alessia Cara e Khalid]
Bruno Mars – That’s What I Like – VENCEDOR

 

Artista Revelação

Alessia Cara – VENCEDORA
Khalid
Lil Uzi Vert
Julia Michaels
SZA

 

Melhor Performance Pop Solo

Kelly Clarkson – Love So Soft
Kesha – Praying
Lady Gaga – Million Reasons
Pink – What About Us
Ed Sheeran – Shape of You – VENCEDOR

 

Melhor Performance Pop de um Duo ou Grupo

The Chainsmokers & Coldplay – Something Just Like This
Luis Fonsi & Daddy Yankee – Despacito [ft. Justin Bieber]
Imagine Dragons – Thunder
Portugal. The Man – Feel It Still – VENCEDOR
Zedd & Alessia Cara – Stay

 

Melhor Álbum Pop Vocal

Coldplay – Kaleidoscope EP
Lana Del Rey – Lust for Life
Imagine Dragons – Evolve
Kesha – Rainbow
Lady Gaga – Joanne
Ed Sheeran – ÷ (Divide) – VENCEDOR

 

Melhor Álbum de Pop Tradicional

Michael Bublé – Nobody But Me (Deluxe Version)
Bob Dylan – Triplicate
Seth MacFarlane – In Full Swing
Sarah McLachlan – Wonderland
Various Artists – Tony Bennett Celebrates 90 – VENCEDOR

 

Melhor Performance de Rap

Big Sean – Bounce Back
Cardi B – Bodak Yellow
JAY-Z – 4:44
Kendrick Lamar – HUMBLE. – VENCEDOR
Migos – Bad and Boujee

 

Melhor Colaboração Rap/Canto

6LACK – PRBLMS
GoldLink – Crew [ft. Brent Faiyaz e Shy Glizzy]
JAY-Z – Family Feud [ft. Beyoncé]
Kendrick Lamar – LOYALTY. [ft. Rihanna] – VENCEDOR
SZA – Love Galore [ft. Travis Scott]

 

Melhor Canção de Rap

Cardi B – Bodak Yellow
Danger Mouse – Chase Me [ft. Run the Jewels e Big Boi]
Kendrick Lamar – HUMBLE. – VENCEDOR
Rapsody – Sassy
JAY-Z – The Story of O.J.

 

Melhor Álbum de Rap

Kendrick Lamar – DAMN. – VENCEDOR
JAY-Z – 4:44
Migos – Culture
Rapsody – Laila’s Wisdom
Tyler, the Creator – Flower Boy

 

Melhor Performance de Rock

Leonard Cohen – You Want It Darker – VENCEDOR
Chris Cornell – The Promise
Foo Fighters – Run
Kaleo – No Good
Nothing More – Go to War

 

Melhor Performance de Metal

August Burns Red – Invisible Enemy
Body Count – Black Hoodie
Mastodon – Sultan’s Curse – VENCEDOR
Meshuggah – Clockworks
Code Orange – Forever

 

Melhor Canção de Rock

Metallica – Atlas, Rise!
K. Flay – Blood in the Cut
Nothing More – Go to War
Foo Fighters – Run – VENCEDOR
Avenged Sevenfold – The Stage

 

Melhor Álbum de Rock

Mastodon – Emperor of Sand
Metallica – Hardwired… to Self-Destruct
Nothing More – The Stories We Tell Ourselves
Queens of the Stone Age – Villains
The War on Drugs – A Deeper Understanding – VENCEDOR

 

Melhor Álbum de Música Alternativa

Arcade Fire – Everything Now
Gorillaz – Humanz
LCD Soundsystem – American Dream
Father John Misty – Pure Comedy
The National – Sleep Well Beast – VENCEDOR

 

Melhor Performance de R&B

Daniel Caesar – Get You [ft. Kali Uchis]
Kehlani – Distraction
Ledisi – High
Bruno Mars – That’s What I Like – VENCEDOR
SZA – The Weekend

 

Melhor Performance de R&B Tradicional

The Baylor Project – Laugh and Move On
Childish Gambino – Redbone – VENCEDOR
Anthony Hamilton – What I’m Feelin’ [ft. The HamilTones]
Ledisi – All the Way
Mali Music – Still

 

Melhor Canção de R&B

PJ Morton – First Began
Khalid – Location
Childish Gambino – Redbone
SZA – Supermodel
Bruno Mars – That’s What I Like – VENCEDOR

 

Melhor Álbum de Música Urbana Contemporânea

6LACK – Free 6LACK
Childish Gambino – “Awaken, My Love!”
Khalid – American Teen
SZA – Ctrl
The Weeknd – Starboy – VENCEDOR

 

Melhor Álbum de R&B

Daniel Caesar – Freudian
Ledisi – Let Love Rule
Bruno Mars – 24K Magic – VENCEDOR
PJ Morton – Gumbo
Musiq Soulchild – Feel the Real

 

Melhor Gravação de Dance

Bonobo – Bambro Koyo Ganda
Camelphat & Elderbrook – Cola
Gorillaz – Andromeda [ft. DRAM]
LCD Soundsystem – Tonite – VENCEDOR
Odesza – Line of Sight [ft. WYNNE e Mansionair]

 

Melhor Álbum de Dance/Eletrônica

Bonobo – Migration
Kraftwerk – 3-D the Catalogue – VENCEDOR
Mura Masa – Mura Masa
Odesza – A Moment Apart
Sylvan Esso – What Now

 

Melhor performance solo country

Body Like A Back Road- Sam Hunt

Losing You- Alison Krauss

Tin Man- Miranda Lambert

I Could Use A Love Song- Maren Morris

Either Way- Chris Stapleton – VENCEDOR

 

Melhor performance country de dupla/grupo

It Ain’t My Fault- Brothers Osborne

My Old Man- Zac Brown Band

You Look Good- Lady Antebellum

Better Man- Little Big Town – VENCEDOR

Drinkin’ Problem- Midland

 

Melhor Música Country

Better Man- Taylor Swift

Body Like A Back Road- Zach Crowell, Sam Hunt, Shane McAnally & Josh Osborne, songwriters (Sam Hunt)

Broken Halos- Mike Henderson & Chris Stapleton, songwriters (Chris Stapleton) – VENCEDOR

Drinkin’ Problem- Jess Carson, Cameron Duddy, Shane McAnally, Josh Osborne & Mark Wystrach, songwriters (Midland)

Tin Man- Jack Ingram, Miranda Lambert & Jon Randall, songwriters (Miranda Lambert)

Ler mais
%d blogueiros gostam disto: