Altered Carbon | Produção original da Netflix ganha trailer

Nenhum CORPO vive para sempre… nem mesmo num mundo que desafia a morte como o de Altered Carbon onde a imortalidade é prontamente obtida e o corpo físico é tão descartável quanto um par de sapatos.

Assista ao trailer clicando aqui.

Baseado no romance clássico de cyberpunk de Richard K. Morgan, Altered Carbon é uma intrigante história de assassinato, amor, sexo e traição, que se passa a mais de 300 anos no futuro. A sociedade foi transformada por uma nova tecnologia: a consciência pode ser digitalizada; os corpos humanos são intercambiáveis; a morte não é mais permanente. Altered Carbon estreia na Netflix sexta-feira, dia 2 de fevereiro de 2018.

Da criadora e produtora executiva Laeta Kalogridis, Altered Carbon é estrelada por Joel Kinnaman, James Purefoy, Martha Higareda, Renee Elise Goldsberry, Will Yun Lee e Dichen Lachman.

 

Ler mais

Séries de férias | O que assistir durante o hiatus

Suas séries só retornam na fall season? Game of Thrones e Orphan Black não te satisfazem durante essa pausa? Cansado de rever o mesmo episódio de The Big Bang Theory ou Friends? Seus problemas acabaram! Listamos algumas dicas do que assistir durante o doloroso e infinito hiatus. Here we go!

Sons of Anarchy (Disponível na Netflix até a 6ª temporada)

A série com mais testosterona que já pude acompanhar, SOA narra o cotidiano de um moto clube da cidade de Charming, Califórnia. Banhada a violência, rock and roll, drogas, traições, assassinatos e um protagonista que vive entre a cruz e a espada, a trama pode ser vista até como um The Sopranos sobre duas rodas. A partir da 4ª temporada, associações com O Poderoso Chefão são inevitáveis. Dá até vontade de entrar em um MC depois de assistir, #sqn.

Sherlock (Todos eps disponíveis na Netflix)

No elenco, Benedict Cumberbatch (Star Trek – Into Darkness, The Imitation Game) e Martin Freeman (The Hobbit, Fargo) são Sherlock e Watson e o resto é história. A química entre os dois transcende a tela e faz com que cada episódio de 90 min se torne superior a muitos filmes em cartaz por aí. Divertido e instigante, vai te viciar no primeiro episódio. Pra quem tem uma quedinha pelo sotaque britânico assim como eu, sente saudades do Dr House e gosta de mistérios, Sherlock é uma boa pedida.

Mr Robot (Space)

Pode soar repetitivo, mas o mundo precisa assistir Mr Robot! Uma das melhores produções para a tv dos últimos anos, a série é sobre o antissocial Elliot (Rami Malek), programador de dia, hacker/vigilante e um tiquinho assim viciado durante a noite. Sua vida muda quando um enigmático grupo hacker liderado por Christian Slater o recruta para destruir a empresa em que trabalha. Seus devaneios, a busca por justiça por trás do computador e a forma com a trama é narrada, nos faz pensar no nosso papel na sociedade e quem sabe, se faríamos a mesma coisa também. Do oitavo episódio em diante a história se desenvolve de uma maneira surpreendente, a segunda temporada promete! Você precisa assistir Mr Robot!

Master of None e Love (Originais Netflix)

 

A primeira, criada e estrelada por Tom Haverford aka Aziz Ansari, mostra a vida de um ator na casa dos 30 vivendo em New York, desde a vida amorosa, profissional e esteriótipos raciais. A diferença entre gerações faz a comédia ter um tom até meio dramático, mas não deixa de perder o humor ácido de Aziz. Já Love, é produzida pelo queridinho Judd Apatow (Girls, Superbad, Freaks and Geeks). Gus e Mickey vivem um romance pra lá de problemático, em meio as frustrações da vida adulta. A independência de um e a timidez do outro faz o casal pra lá de especial, uma combinação estranha que funciona. O mais legal em ambas é o círculo de amigos dos protagonistas, bem mais próximos da realidade. Nerds, encalhados, alguns com dificuldades no trabalho, na família e sem esbanjar uma vida regada a champanhe ou uma balada atrás da outra. Eles se reúnem para assistir Sherlock ou até pegar um violão e criar músicas para filmes. People like us.

American Gods (Amazon)

 

Quase A produção baseada na obra de Neil  Gaiman é simplesmente espetacular. A batalha dos novos e antigos deuses na terra é sombria, esquisita e muito intrigante. Com 8 episódios na primeira temporada (em exibiçã0) e já renovada para a segunda, American Gods tem um visual impecável. Quem acompanha as peripécias do produtor Bryan Fuller, vai pegar várias referências estéticas de Hannibal, por exemplo. Indico assistir sem os pais do lado (vai por mim)

E você, o que irá assistir? Conta pra gente!

 

 

Ler mais

Crossover Flash e Supergirl – Veja as primeiras imagens

O canal CBS divulgou as imagens do episódio de Supergirl com a participação de Barry Allen, aka The Flash. Barry surge de um universo alternativo e se torna mais um aliado de Kara, que dessa vez enfrenta a Siobhan, a Banshee prateada.  Confira:

O episódio vai ao ar dia 28 de março nos Estados Unidos, ainda sem previsão de exibição no Brasil.

Fonte: EW.

Ler mais

A TV É MINHA E EU ASSISTO O QUE EU QUISER

Júlia tem 19 anos e gosta de séries. Ela começou a assistir The Vampire Diaries logo na estreia, em setembro de 2009.  No ano seguinte, Júlia já com 20 anos, se interessou por Pretty Little Liars e decidiu acompanhar também. O problema é que Júlia, hoje 26 , continua vendo as histórias ‘bobinhas’ de adolescentes sendo perseguidas e vampiros fazendo juras de amor. Poxa Júlia, você está meio velha para esses programas não acha? Essas séries são de criança, adolescentes… Assista Breaking Bad, isso sim é de gente grande!

O caso de Júlia é mais comum do que você possa imaginar e, acredite, muitas Júlias por aí acompanham House of Cards  de dia e The Originals de noite. E isso é um problema? Se for, para quem? Para entender um pouco melhor essa discussão sobre idade vs série, resolvi elaborar uma pesquisa. O formulário ficou disponível durante uma semana no Facebook e Twitter, onde 248 pessoas responderam. Vamos lá:

 

 

1

2

Que não se fazem mais séries boas de tv focada para o público jovem, isso não é novidade. Quando digo séries para o público jovem é sobre o jovem mesmo. Sem vampiros, zumbis, lobisomens, assassinatos ou qualquer coisa diferente que nem de longe aconteceria no seu ensino médio. Falo de séries como Dawson’s Creek, One Tree Hill, Blossom, The O.C e até mesmo, a quase finada Malhação em sua fase de ouro. Elas abordavam drogas, abuso de álcool, gravidez na adolescência, AIDS e fatos que realmente surgem nessa época da vida. Tivemos Glee com o bullying e aceitação, Gossip Girl e o poder de um boato, (mais ainda em uma realidade um pouco da nossa) e Skins, com seu excesso e rebeldia elevados a última potência que assustavam com a proximidade da vida real.

pastilha

Será que a falta desse tipo de conteúdo faz com que pessoas como a Júlia continuem a acompanhar esse tipo de série mesmo depois de “velhos”? Ou será que a Júlia curte Faking It e Scream Queens mesmo, e daí?

A verdade é a seguinte: a Júlia pode assistir o que ela quiser. O fato dela ter 26 anos e ficar ansiosa por um episódio de Teen Wolf não a faz menos adulta ou mais criança. Não, não faz. As pessoas precisam entender que enquanto o valor da internet debitar na conta dela, ela pode começar o dia com Sons of Anarchy, almoçar com a Jane The Virgin e pegar no sono com Once Upon a Time. Ou mesmo que não debite, quem controla o controle é ela. Você. Júlias, Tiagos, Amandas e Diogos são criticados todos os dias pelo tipo de série que acompanham. Já não basta a guerrinha idiota sobre gosto musical? Já não basta a guerrinha “eu li o livro e você não, sou superior a você”? Até o que assistimos no Netflix vai virar motivo de piada também?

Ainda bem que podemos fazer nossas escolhas e optar pelo nosso divertimento, seja ele qual for. Até porque, imagina como deve ser chata a vida da pessoa que não se distrai né?! Colocar Young and Hungry após um episódio tenso de How to Get Away with Murder não vai fazer mal algum.

Na dúvida, pode falar comigo. Com certeza terei o prazer de indicar uma série tosca/ultrapassada/infantil para você se divertir escondido (não vou contar para ninguém, prometo!).

 

 

Ler mais

Um domingo resumido em: The Walking Dead, Game of Thrones e a estreia de Vinyl

Não tem NFL mas tem muita coisa boa! Lembrando que a HBO está com sinal liberado! Fique atento:

twd got vinyl hbo pastilha

– Maratona de The Walking Dead a partir das 16:30h e episódio inédito 00:15h no Canal FOX
– Trailer novo de  Game of Thrones
– Estreia da nova série da HBO Brasil Vinyl às 00:00h.

Ler mais
%d blogueiros gostam disto: