Lista de Compras

Supermercado. Sm. Grande loja de autosserviço onde se vendem gêneros alimentícios e utilidades em geral.

Quando você escuta a palavra “supermercado”, qual a primeira coisa que vem à mente? Comida, sabão em pó, bebida, comida de novo, lista de compras, casa, dinheiro, contas, contas, filas, entrar no carrinho e pedir pra ser empurrado, empurrar seu amigo no carrinho, colocar o seu filho no carrinho etc. Os supermercados deixaram de ser apenas pólos de comércio e passaram a grandes magazines com campanhas realizadas em massa, com propagandas excessivas, inserções em realities shows e promessas e promessas de mais barato, mais barato, compre!

Nas grandes redes, diga-se de passagem, o setor de eletrônicos fica localizada logo na frente, próximo aos eletrodomésticos que são vizinhos não tão distantes do setor de roupas, calçados e um monte de coisas, de acordo com a estação do ano.

Ok, já estamos cansados de saber a organização dos corredores, porque tal coisa fica perto de coisa e tal. Outro dia, fui ao supermercado Extra com a finalidade de compras para um churrasco e me vi rodeando o setor roupas. Estampas de caveira me chamaram a atenção. Fiquei espantada, lembro-me de pensar “nossa, que roupa legal pra vender em um supermercado”. Daí me atentei ao processo -> nome – marca – logotipo <- e descobri: era uma coleção que o Marcelo Sommer criou exclusivamente para essa rede de supermercados. Cada blusinha linda, vestidinhos fofos e vários acessórios para combinar. E believe it or not, tudo acessível. Uma jaqueta daquela no shopping, estaria o triplo, repito, o triplo do preço. Conheço várias pessoas que dizem não ligar para marcas, grifes e roupas assinadas. Vestem a primeira roupa que aparece e pronto: estão confortáveis e de bem consigo mesmas.

Aí começa aquela pulguinha atrás da orelha:

A roupa é bonita.

Mas é de mercado.

Tá barata!

Mas é de supermercado.

Que estampa maravilhosa, adoro caveiras.

Preciso repetir onde você vai comprar essa roupa? 

Mas foi o Marcelo Sommer que desenhou!

Compra, boba. Aí, da próxima vez que suas amigas forem ao mercado, vão saber onde você conseguiu essa camisa tão descolada.  

E você? Vai de acordo com o preço, praça, exclusividade, qualidade, ou pelo que os outros vão pensar?

Ler mais

Baile do Met 2012

A noite mais aguardada do ano pelos fashionistas, o Baile de Gala do Met, ocorreu nessa segunda (7) em NY. Com tema “Schiaparelli & Prada: Conversas Impossíveis”, o evento contou celebridades do mundo do cinema, música, tv e esportes. Vamos acompanhar!

A dona da festa, Anna Wintour (Prada)

Vestidos nos tons nude, pasteis e muito branco no tapete vermelho.

Anja Rubik (Anthony Vaccarello)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Florence Welch (Alexander McQueen)

Scarlett Johansson (Dolce and Gabbana)

Amber Valetta (Prada) e Camille Bell (Ralph Lauren),  arriscaram com os lábios mais escuros.

    

A young Hollyood apostou em cor, muita cor!

Emma Stone <3 (Lanvin)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Kristen Stewart que fez o estilo ‘não tinha nada pra fazer, me arrumei e vim pra cá” vestiu Balenciaga.

Já no nosso mundo das séries, muito brilho!

Glee: Lea Michele vestiu DVF

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vampire Diaries: Nina Dobrev (Donna Karan Atelier)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Gossip Girl: Ed, aka Chuck Bass.

Looks como o do Marc Jacobs, January Jones, Rachel Zoe, Rihanna e SJP também se destacaram, mas minha preferida foi Diane Krueger com esse Prada! Fantastic!

A top canadense Coco Rocha, ousou com o conjunto amarelo Givenchy, anteriormente  usado por Liz Taylor. Teve quem achou o look um pouco fora do padrão “baile de gala”. O que vocês acharam?

E o troféu: “Não entendi, alguém me explica?”, teve empate triplo! Com vocês, as vencedoras:

Mary-Kate Olsen veste SUSTO!  (The Row)

Elizabeth Banks bancou a esperta, levou o a toalha do pic nic na cintura pra esconder salgadinho. (Mary Katrantzou)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Kirsten Dunst (Rodarte). Why Kirsten, WHY?

(Fotos: Glamurama/FFW/JustJared)

Ler mais

24 ANOS DE ELLE NO BRASIL

Leitura obrigatória para os aficionados por moda, a ELLE completa 24 anos no Brasil em maio com uma edição de comemorações dentro e fora da revista. Recheada com 500 páginas e estampada pela top Coco Rocha, vamos descobri nessa edição o que celebridades faziam quando tinham 24 anos de idade, um de A-Z incrível da Dior, Lino Villaventura e suas criações de tirar o fôlego, handbags, um especial Beauty Collections com o que há de novo em hair and make up e muito mais. O leitor também será presenteado com um lenço assinado por Alexandre Herchcovith criado especialmente para a ELLE. A única coisa que não curti é que o brinde é só para quem adquire a revista em bancas e supermercados. Quem é do nordeste, do Rio Grande do Sul e como eu, como assinante, não ganha o lenço. Vai entender!

E fazendo parte da comemoração, a revista realiza no dia 12 de maio em São Paulo o ELLE Summer Preview. A ponte Estaiada foi o local escolhido para a realização do evento, que vai mostrar antes as tendências para moda praia que veremos mais tarde nas semanas de moda espalhadas pelo país.  Marcas como Cia. Marítima, Água de Coco, Adriana Degreas, Trya, Salinas, Blue Man e Lenny formam o lin up de primeira linha. Imagine essa ponte transformada em passarela?! Acompanhe a cobertura completa do evento pelo site da revista dia 12 de maio.

São 24 anos colocando no papel idéias, conceitos, história e estilo, trazendo a sensação de um desfile ou uma sessão de fotos para dentro de sua casa todo mês. A cada página virada, aquela sensação de pintura, que tudo foi realizado a mão, que alguém teve um mega cuidado em cada detalhe, para que tudo saísse perfeito pra você. A ELLE é a única revista que não gosto de emprestar e quando o faço, fiscalizo cada movimento e manuseio que fazem com ela. É como um livro, mas não daqueles que você compra e guarda na estante só para dizer que tem. A ELLE eu gosto de exibir. Carrego duas, três edições nos braços em uma ida ao shopping, no ônibus indo pra faculdade, na visita na casa da amiga ou na praia. As capas tenho vontade de colar nas paredes do meu quarto, mas  isso destruiria a integridade física da revista. Guardo-as então em um local especial, uma espécie de santuário fashion, lugar especial trancado a sete chaves. O conteúdo faz com que qualquer admirador do mundo fashion se torne ainda mais obcecado pelas tendências, pelos flashes, desde os tecidos da temporada a novos cortes de cabelo. E aqueles que não conhecem nada de moda, começam a se olhar no espelho de outra forma, questionando se a calça combina com a blusa que combina com o sapato que combina com minha personalidade. Eu imagino a ELLE como uma jovem Carrie Bradshaw: com um guarda-roupas de dar inveja, um estilo impecável e sempre rodeada de pessoas que interessantíssimas que faríamos de tudo para conhecer, fazer parte desse clubinho. Nesse aniversário, o presente é do leitor, que só tem a agradecer a essa grande mãe que passou de revista para um guia de sobrevivência no mundo fashion e que, com certeza, nunca sairá de moda.

Ler mais
%d blogueiros gostam disto: