Homem Aranha – Longe de Casa; O Cabeça de Teia dá o Ponta Pé Inicial na Nova Saga Pós Infinito.

https://www.pastilhadrops.com.br/2019/07/03/homem-aranha-longe-de-casa-o-cabeca-de-teia-da-o-ponta-pe-inicial-na-nova-saga-pos-infinito/

Dando segmento aos acontecimentos pós Vingadores; Ultimato, Homem Aranha, Longe de Casa, nos entrega a visão do mundo dos humanos após aos eventos catastróficos desencadeados pelo estalo de dedos de Thanos. Como está a sociedade após a ida e a volta dos que foram desintegrados? O que aconteceu com a iniciativa Avengers? Os impactos da guerra na vida terrena? Todas essas perguntas em parte são respondidas no longa, de forma até mesmo didática demais as vezes, porem devido a classificação indicativa podemos dar uma colher de chá.

Tom Holland vive mais uma vez o herói que dessa vez enfrenta uma serie de vilões por cidades da europa enquanto está de excursão com um grupo da escola. Encabeçando a lista de inimigos está Mysterio, interpretado por Jake Gyllenhaal, grande antagonista da mitologia do aranha nos quadrinhos, posto em tela grande pela primeira vez.

O filme tem tudo o que um filme de aventura protagonizado por adolescentes poderia ter, muito bom humor, aventura e claro romance. As cenas de ação são bem decentes e apropriadas para o teor juvenil do longa.

O que incomoda nessa nova leva de filmes do Homem Aranha, é a dependência excessiva de artifícios tecnológicos, um dos grandes diferenciais do herói originalmente era justamente a capacidade de trabalhar com improvisação, uso da inteligência e a capacidade que ele tinha de utilizar muito bem os recursos que lhe cabiam. A dependência de apetrechos, a lá Três Espiãs Demais, desenho da Marathon, empobrecem o brilhantismo do personagem e deixam no condicionado forçadamente a figura de Tony Stark, como se sem esse, o herói não conseguiria amadurecer e crescer como personagem. E o mais grave, é a ausência de questionamentos filosóficos acerca do seu próprio poder, “com grandes poderes vem grandes responsabilidades’’, frase imortal do tio Ben, que nessa nova leva além de não ter sido mencionada, seu contexto não tem sido levado sequer em conta, tornando um dos maiores representantes do panteão da Marvel um herói quase genérico.

Homem Aranha, Longe de Casa emociona, nos dá uma direção acerca dos rumos a serem tomados e acima de tudo DIVERTE.

Homem Aranha, Longe de Casa (2019)

Direção; Jon Watts

Com; Tom Holland, Jake Gyllenhaal, Marisa Tomei, Zendaya e Samuel L. Jackson.

Sony Pictures (2019)

Allison Gui

Jornalista de coração, apaixonado pelo áudio visual e há três décadas deslumbrando o maravilhoso mundo da cultura pop e apaixonado pela arte dos sons AKA música! Cher é minha pastora, mesmo que eu ande pelo vale da sombra do Flop, a música não me faltará.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: