Robyn – Honey; A Bussola Pop Mais Calibrada do Que Nunca

Body Talk de 2010 foi um divisor de águas nessa década, foi o trabalho que deu projeção mundial a musicista sueca Robin Miriam Carlsson, ou simplesmente Robyn. No mercado desde os anos 90, foi com esse disco que a artista trouxe para o universo pop uma paleta de sons que deram o direcionamento de trabalhos de sucesso na primeira metade dos anos 2010. Produtores como Shellback, Max Martin entre outros midas da música comercial, assinando as produções de Lorde, Katy Perry, Ellie Goulding e Taylor Swift transferiram muito da genialidade desse disco que é um marco na música dance / pop.

Eis que oito anos depois a sueca lança seu aguardado mais novo trabalho, titulado Honey e apesar de inicialmente mais curto que Body Talk, traz uma nova visão e aproximação a sua arte. São nove faixas que rendem uma audição rica e cheia de detalhes a serem degustados.

O disco abre com Missing U, uma delicada faixa que lembra um pouco de seus trabalhos anteriores, porém traz uma Robyn mais madura e mais sensível.  A faixa fala de um amor que se foi e toda a sorte de tentativas de análises sobre o que representou esses sentimentos para ambos. Já aqui temos o fio condutor de todo o trabalho que é a mais pura melancolia e quem melhor que Robyn para nos fazer dançar e chorar ao mesmo tempo e de forma maravilhosa?

A jovem Zhala divide com Robyn a faixa Human Being, um soft dance com uma pitada deliciosa de Prince. Afinal, nada melhor que celebrar a humanidade do que dançando.

Robyn evoca uma moderna disco com uma pegada Funk com toques orientais em Because It’s Music, que surpreendentemente nos leva aos anos 90 como num sonho lúdico.  A produção é um primor, assumem com a artista os suecos Klas Anlund que já trabalhou com Katy Perry em Prism e Joseph Mount.

Baby Forgive Me e Send To Robin Immediately são duas canções que se fundem e tem um fio logico tanto musicalmente quanto narrativamente. A transição lírica e em quesito de construção sonora é um dos pontos altos do disco.

Honey que dá titulo ao trabalho foi oferecida a Lena Dunham, escritora e uma das protagonistas do seriado Girls da HBO, como um pedido da própria Lena depois de ter inserido Dancing on My Own de Robyn em um dos episódios da série. Honey na época não estava finalizada, mas como um sinal de agradecimento a artista, que é grande fã da série, decidiu finalizar mais rapidamente e mandar para ser inserida na temporada final de Girls.

A música tem uma conotação sexual delicada e quebra um pouco do ar lamentoso das faixas anteriores com um pop mais solar.

Um lounge eletro tropical do fim dos anos 90 é o que é servido em Between The Lines, o clima de flerte avança com as batidas luxuosas da faixa.

Em Beach2k20 o clima de veraneio high tech cheio de sintetizadores traz a paixão da artista pelo samba. Claro que aqui o samba não seria cheio de texturas orgânicas como conhecemos e sim com uma desconstrução calcada na tecnologia e no entendimento de estruturas sonoras que dão aquele ar incrível de vintage futurista. Um laboratório sonoro completo e feito para ser apreciado.

Ever Again encerra a obra da forma que deveria ser encerrada, fazendo uma reflexão entre o que transcorreu ao longo do trabalho e o que o futuro aguarda.

A produção faz as pontes entre o inicio o meio e o fim de Honey funcionando como um perfeito ato de encerramento, mas que deixa aquela vontade de voltar ao inicio e começar a jornada novamente.

Robyn não se deixou intimidar pelo trabalho que tinha a frente, deixou de lado as firulas que a indústria da música faz com quem de repente, se vê como um dos guias das novas gerações de artistas. Algo inverso aconteceu com Sia, que desde que se tomou conhecimento de seu trabalho avassalador e rico, tem sido sugada ano após ano pela indústria. Robyn continuou trabalhando com o coração ao que construiu com suas mãos e com quase uma década de diferença de um disco para outro, algo que a Sade faz muito bem, conseguimos perceber que o amadurecimento foi avassalador e como um bom vinho a sueca continua num caminho de boa maturação trazendo sabores cada vez mais impares.  Segundo as palavras da própria; “Now I can see life the curve of life happening in a certain way. But because of that, I feel much freer as a person. // Agora eu posso ver a curva da vida acontecendo de uma certa forma. Mas por causa disso eu me sinto muito mais livre como pessoa.”

Nota; 10/10

Para Ouvir;

Missing U

Because It’s Music

Send To Robin Immediately

Honey

Beach2k20

Ever Again

Ler mais

Rock and Roll | Confira a nossa crítica de Bohemian Rhapsody

Considerado um dos filmes mais aguardados do ano, Bohemian Rhapsody estreia nesta semana nos cinemas. O longa contará a história da banda Queen, desde sua fundação até a icônica performance no Live Aid em 1985. A produção ficou assim: Freddie Mercury (Rami Malek) Gwilym Lee (Brian May), Joseph Mazzello (John Deacon) e Ben Hardy (Roger Taylor) com direção de Bryan Singer/Dexter Fletcher. Dos membros originais, Brian May e Roger Taylor trabalham como produtores executivos.

 

 

Eu amo cinebiografias, principalmente do universo musical. Não é à toa que Quase Famosos é um dos meus filmes favoritos. Assim como Johnny & June, Ray, The Doors e porque não, Rock Star? Mesmo fictício, adoro esse também.

Bohemian pode ser dividido em duas partes: a primeira, em que fica visível como Rami tenta parecer Freddie. É complicado, eu sei. Sabe quando você sabe que alguém está tentando imitar outra pessoa? Foi essa a sensação que tive.  Um pouco caricato, forçado eu diria. A trama é o velho clichê do rapaz humilde cheio de sonhos com um trabalho chato / banda precisa de vocalista / saem do nada e bombam no mundo / vocalista temperamental que chega atrasado nos ensaios blá blá blá…  Mas o clichê é real e não pode (e nem deve) ser ignorado, estamos falando de rock and roll aqui. Destaco em especial a passagem pelo Rio de Janeiro: bonita, melancólica e extremamente tocante, tudo ao som de Love of My Life. Um dos pontos altos do filme.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Já na segunda parte, entra o Freedie que eu tanto aguardava. Existe um Rami Malek antes e depois do bigode. Ali sim, eu consegui ficar arrepiada e desconfiar se de fato o dono de Radio Gaga realmente já havia partido. Foi ótimo ver a vulnerabilidade do vocalista, que buscava a aceitação do pai e questionava suas origens de forma bem complexa. O ponto negativo fica pela falta de profundidade a respeito da homossexualidade de Freddie. Seria esse o motivo que fez Sacha Baron Cohen desistir da produção? Não sei se foi uma opção pegarem ‘mais leve’ nesse ponto, que poderia ser mais desenvolvido.

Foi o primeiro filme que assisti em Imax na vida, e definitivamente valeu a pena. Conselho: opte por assistir nessa qualidade em sua cidade caso tenha disponível. É SÉRIO. Quando você acha que já tocaram todas a músicas possíveis da banda, PÁ! Toma mais uma e toma mais uma e ah, toma essa aqui também.  O elenco nos momentos de apresentação são magníficos em tela e mixagem de som é perfeita, levando o espectador para a plateia. Você vai bater o pézinho ao som de We Will Rock You, pode apostar.

Bohemian Rhapsody é uma carta de amor aos fãs de Queen, de Freddie e da música. A grandeza e o legado da banda são inegáveis, o que é bem explorado no longa. Apesar de algumas falhas, nada tira o mérito do elenco de apoio, da produção musical e claro, de Rami Malek. O astro de Mr. Robot está realmente incrível. Avisto prêmios daqui. Estreia na véspera do feriado, dia 1º  de novembro em todo o Brasil.

Ler mais

Manu Bennett é confirmado na CCXP 2018

Após anuncias a vinda do diretor de Vidro, M. Night Shyamalan no último dia 23, a CCXP acaba de divulgar mais um convidado para a edição de dezembro. Manu Bennet, ator famoso por papéis em Spartacus, Arrow e Hobbit marcará presença nos 4 dias de evento. O ator irá participar de sessões de fotos e autógrafos com os fãs. Só vem Slade!

 

Serviço CCXP
Data: De 06 a 09 de dezembro de 2018
Horários:
Quinta-feira (06 de dezembro) – 12h às 21h
Sexta-feira (07 de dezembro) – 12h às 21h
Sábado (08 de dezembro) – 11h às 21h
Domingo (09 de dezembro) – 11h às 20h
Local: São Paulo Expo – Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Água Funda, São
Paulo – SP.
www.ccxp.com.br

 

Ler mais

La Casa de Papel | Começam as gravações da 3ª parte do fenômeno mundial

Hoje, 25 de outubro de 2018, a Netflix liberou o primeiro vídeo de La Casa de Papel – Parte 3, com estreia global em 2019. Ao som de “Bella Ciao”, o vídeo mostra alguns rostos familiares prontos para a primeira leitura do roteiro da terceira parte, acompanhados dos novos integrantes do elenco, como Hovik Keuchkerian(“Bogotá”), Najwa Nimri (“Alicia”), Fernando Cayo (“Tamayo”) e o já revelado Rodrigo de la Serna (“O Engenheiro”).

 

Ler mais

Netflix | Vem ver Sandra Bullock, Sarah Paulson e Malkovich no trailer de Bird Box

Com um elenco de peso, a Netflix acaba de divulgar o trailer da sua nova produção original, Bird Box. O filme pós apocalíptico dirigido por Susanne Bier, com atuações de Sandra Bullock, Sarah Paulson e John Malkovich estreia ainda em 2018, no mês de dezembro. Confira:

 

 

Sinopse: Quando uma força misteriosa dizima a população mundial, há apenas uma certeza: se a vê, você tira sua própria vida. Diante do desconhecido, Malorie encontra amor, esperança e um novo começo apenas para vê-lo esvair-se. Agora, ela deve fugir com seus dois filhos por um rio traiçoeiro em direção ao único lugar que ainda resta como possível refúgio. Mas para sobreviver, eles terão que fazer a perigosa jornada de dois dias com os olhos vendados.

Ler mais

É Vidro que você quer? M. Night Shyamalan confirma presença na CCXP 2018

Diretor de O Sexto Sentido, Corpo Fechado e Fragmentado, irá apresentar um painel sobre seu novo filme, VIDRO, durante o evento deste ano.

M. Night Shyamalan publicou hoje em seu perfil no Twitter a confirmação de sua vinda ao Brasil para a participação na quinta edição da  CCXP. Os fãs do diretor de O Sexto Sentido, Corpo Fechado Fragmentado terão a oportunidade de conhecer mais o seu novo filme, VIDRO, durante o painel que ele irá apresentar no sábado, dia 8 de dezembro (dia já esgotado).

Confira o trailer de ‘Vidro’:

 

O filme chega às telas do Brasil em 17 de janeiro de 2019.

Ler mais

Stephen King | Remake de Cemitério Maldito ganha trailer inédito

A Paramount Pictures acaba de divulgar o trailer e o cartaz do filme CEMITÉRIO MALDITO (Pet Sematary), dirigido por Kevin Kölsch e Dennis Widmyer, que estreia dia 4 de abril de 2019. Assista:

 

 

Baseado no livro de Stephen King, o longa conta a história do Dr. Louis Creed (Jason Clarke), que, depois de mudar com sua esposa Rachel (Amy Seimetz) e seus dois filhos pequenos de Boston para a área rural do Maine, descobre um misterioso cemitério escondido dentro do bosque próximo à nova casa da família. Quando uma tragédia acontece, Louis pede ajuda ao seu estranho vizinho Jud Crandall (John Lithgow), dando início a uma reação em cadeia perigosa que liberta um mal imprevisível com consequências horripilantes.

Ler mais

Smirnoff Ice Original House; O Evento que vai agitar o Outubro Paulistano

Nos dias 13, 14, 20 e 21 a Smirnoff Ice Original House, promete agitar a capital paulista, com uma programação recheada de atrações imperdíveis!

Olha só quem vai tocar;

Dia 13/10 nada mais nada menos que a banda mais amada dos anos 2000, Rouge sobe ao palco para desfilar sucessos e dar uma palinha de seu mais novo trabalho, o EP 5.

No domingo dia 14/10 o icônico DJ MauMau assume a cabine para por todo mundo para dançar.

Falando em dança, quem quiser relembrar os passinhos da Dança da Vassoura, é só colar no dia 20/10 que a banda Molejo vai fazer as honras e não deixar ninguém parado. Aêee Andrézaaaooo

E dia 21/10 DJ Marky completa a festa com muita energia, ele que é um dos nomes mais consagrados das noites brasileiras.

A Smirnoff Ice Original House acontecerá na icônica Casa do Colégio, que fica na Rua Bento Frias, 223 – Pinheiros, São Paulo – SP. O Evento começa a rolar a partir das 15h.

E lembre-se;

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

SE BEBER, NÃO DIRIJA!

Ler mais

Mês das Crianças | Colinas Shopping recebe evento inspirado na série “Valentins”

Do dia 11 até 31 de outubro, o Colinas Shopping a casa do sucesso do Gloob, “Valentins”. Com atividades recreativas que estimulam a imaginação e a criatividade, a garotada vai se divertir em  circuito de 110m² com sete áreas diferentes que remontam os cenários da série.

Atração é indicada para crianças de 4 a 10 anos e terá entrada gratuita, mediante distribuição de senhas e disponibilidade de lugares. Além de ser totalmente adaptado para receber crianças especiais e seus acompanhantes, o evento conta com uma área baby, destinada aos menores de 4 anos.

Serviço – Valetins

Local: Colinas Shopping

Endereço: Av. São João, 2200 – Jardim das Colinas, São José dos Campos – SP, 12242-000

Data: 11 a 31 de outubro

Horário: 14h às 19:30*

*entrada da última turminha

Faixa etária do circuito: 04 a 10 anos

Faixa etária da área baby: 0 a 3 anos.

Duração do circuito: A participação será mediante distribuição de senhas e está sujeita à disponibilidade de lugares.

Ler mais

Investigação | Nova temporada de Making a Murderer estreia em outubro

Considerada um dos maiores sucessos da Netflix, a série documentário Making a Murderer retorna com a 2ª temporada no dia 19 de outubro. A produção acompanha a história de Steven Avery, um homem condenado por assassinato, mesmo alegando inocência. Confira:

 

 

A história é repleta de evidências absurdas, teorias da conspiração e grandes reviravoltas. Vamos ver no que vai dar!

 

Ler mais
%d blogueiros gostam disto: