Anitta – Indecente; Falta Inspiração e Sobra Relaxo na Ambição de Anitta Pelo Sucesso Internacional

Já há algum tempo Anitta tem se lançado em projetos soltos em busca de uma unidade de sua imagem perante ao cenário internacional. Apesar de algumas derrapadas como a parceria com Iggy Azalea em Switch de 2017, no geral a moça tem conseguido uma certa atenção no exterior.

Porém a base de fãs da morena, que é brasileira, começa a desbandar para outros artistas que entram diariamente na onda do novo pop tropical, que tem sido destaque no país nos últimos anos, como Pablo Vittar.

O último álbum completo lançado foi Bang de 2015 e já se nota a necessidade de algum movimento nessa direção para pelo menos a manutenção do posto da moça entre os artistas mais populares do país.

Com a imagem desgastada pelo pronunciamento, ou pela falta dele, no caso de Marielle Franco, nota se que o público tem feito duras críticas ao posicionamento da moça.

 

 

E Indecente lançada durante a sua festa de aniversário, ontem 26/03, chegou com um clipe gravado em um take só. O vídeo conta com a participação de alguns artistas como Pablo Vittar, Jojo Maronttinni e Nego do Borel. A ideia seria gravar o clipe ao vivo e exibi-lo pelo Youtube, porém devido a problemas com a conexão a transmissão foi atrasada e por fim lançado sem ter sido transmitida ao vivo.

No quesito musical a faixa toda cantada em espanhol, traz uma produção latino tropical contemporânea e letra simples, sobre uma mulher se sentido sedutora em busca de captar o desejo do seu objeto de conquista.

Anitta aqui soa sem inspiração, com um certo tom de preguiça e muita pretensão, o conjunto da obra, música e vídeo, não agradou nem a muitos fãs e talvez seja o sinal vermelho que a artista precisa para repensar suas estratégias em busca da manutenção do status de musa da atual música nacional.

 

Confira o Clipe de Indecente;

 

Allison Gui

Jornalista de coração, apaixonado pelo áudio visual e há três décadas deslumbrando o maravilhoso mundo da cultura pop e apaixonado pela arte dos sons AKA música! Cher é minha pastora, mesmo que eu ande pelo vale da sombra do Flop, a música não me faltará.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: