Valerian: A Cidade dos Mil Planetas | O que achamos?

https://www.pastilhadrops.com.br/2017/08/06/valerian-a-cidade-dos-mil-planetas-o-que-achamos/

A equipe do Pastilha Drops esteve presente na sessão que rolou para a imprensa do filme Valerian: A Cidade dos Mil Planetas, no Cinépolis do Shopping JK, em São Paulo. Com direção de Luc Besson; o francês muito bem conhecido que realizou a direção de produções como: O Quinto Elemento, Lucy e O Profissional e estrelado por Dane DeHaan, que interpretou o “duende verde”, ou mais conhecido Harry Osborn de O Espetacular Homem Aranha 2.

Fomos contemplados com cerca de 2h de efeitos especiais incríveis e levados a uma galáxia onde nenhum ser humano imaginaria encontrar, com milhares de alienígenas com seus idiomas e inteligência inigualáveis.

Não era de se esperar essa qualidade na produção. Segundo Besson, na coletiva de imprensa realizada logo após a exibição do filme, ele relatou que levou 7 anos para finalizar o longa e foram mais de 2.734 efeitos especiais! Aí você pensa: porque demorou tanto? Besson explica que a demora para produzir o filme foi para buscar o melhor projeto possível: “A qualidade precisa ser esperada pelo conhecimento (tecnologia, efeitos visuais) e pela coragem. Este não é um filme de super-heróis americanos. No meu filme os heróis são como nós”.

Tanto efeitos pudemos ver na sala VIP 4D do cinema, mas o roteiro acaba deixando a desejar. Poucos diálogos e uma história de amor, já contado milhões de vezes nas telas dos cinemas. A história é baseada na HQ “Valerian: O Agente Espaço-Temporal”, de Jean-Claude Mézières e Pierre Christin. Que conta a vida dos agentes intergalácticos Valerian (Dane) e Laureline (Cara), que são responsáveis pela segurança do universo.

Lembrando que o filme estreia no dia 10 de agosto em todos os cinemas brasileiros. Assistam e tirem suas conclusões sobre essa produção e nos conte!

Após a exibição fomos levados ao hotel para a coletiva de imprensa.

 

Foto: Jessica Moura

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Luc Besson e Dane DeHaan entraram bem sorridentes na sala. Besson cumprimentou todos os jornalistas com um “Olá” em português e fazendo várias brincadeiras com os presentes. Dehaan aparentava estar bem cansado, mas mesmo assim foi muito atencioso ao entrar.

Eles começaram a responder as perguntas para os jornalistas. Foram questionados de qual parte do longa era sua preferida, DeHaal comentou que a cena era a do início, devido ao encontro de todos os povos alienígenas se conhecendo e cumprimentado em Alpha ao longo dos séculos. Já Besson, explicou que o filme por completo eram  suas “cenas preferidas”. “Mas talvez, uma cena por ter sido muito difícil de fazer, o grande mercado com um milhão de lojas em 500 níveis. Foram seis semanas de gravações só para essa cena e dois anos de trabalho de efeito”.  E ele continuou explicando, que ninguém entendia o que ele tinha em mente para essa cena. Mas no fim, precisou levar até a turma da faculdade dele na França. Onde lá, ele criou várias cenas, com cores, amarela, verde, azul, vermelho e assim conseguiu fazer com que eles entendessem a ideia.

Já a outra pergunta foi: Se  pudessem escolher um personagem para viver por um dia, qual seria?

Luc ficou um pouco em dúvida se seria Bubble (a alien polimórfica vivida por Rihanna), porque ele poderia ser qualquer pessoa ou viver no planeta com os Pearls. Dane não pensou duas vezes ao responder: “Eu queria ser Valerian TODOS os dias da minha vida!”.

Segundo ambos, o longa relata principalmente sobre o valor do amor. ” A conscientização do que é o amor é a parte mais importante do filme”, explica Besson. E ainda,  enfatizou que podemos ver sobre a humanidade e receber uma grande lição de vida com os Pearls (alienígenas).

JessicaMoura

Jornalista, Fotógrafa, Chef de Cozinha e apaixonada pela cultura pop!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: