Hello Brother | O fim necessário de Vampire Diaries

2009 parece que foi ontem. O ano em que Michael Jackson morreu, a Disney comprou a Marvel, a rádio não parava de tocar Halo da Beyoncé, a gostosinha com gosto de mar I’m Yours do Jason Mraz e tinha a Taylor Swift ainda com o ar menininha com You Belong With Me (aquele clip com o garoto que era par romântico da Hannah Montana).

Em 2008 também teve a estreia de uma das minhas sérias favoritas ever, True Blood. Eike saudade de ir pro Fangtasia e depois matar a larica no Mertlotte’s… Enfim, vampiros eram moda novamente. Já em 2009, tivemos a certeza que a febre ia durar por um booooom teeeeempo. Crepúsculo havia estreado em dezembro do ano anterior e não se falava em outra coisa. Era Bella pra cá, #TeamEdward vs #TeamJacob pra lá, adolescentes (?) obcecadas e gritos, muitos gritos.

No meio disso tudo, a CW nos brinda com The Vampire Diaries. Tinha tudo o que era necessário para ser um grande sucesso. E foi. E é. Vampiros, lobos, bruxas, um triângulo amoroso épico e pessoas que aparentam 20 e tantos tentando se formar no ensino médio em meio a ameaças sobrenaturais. Os irmãos Salvatore interpretados por Ian Somerhalder e Paul Wesley eram versões mais ‘adultas’ que os de Forks. Vale lembrar que era uma época em que Chuck Bass tinha mais fãs que Dan Humprey. Amém.

Após anos de perseguições, corações disputados, mordidas de lobos, a série começou a degringolar. A forma irmãos que se odeiam mas nunca vão separar, liga e desliga a humanidade, Matt bolsa de sangue humana e Bon Bon tendo que salvar a pele dos amigos toda.santa.vez, fez o final começar a ser necessário.

Chegou a ponto do spin-off The Originals ser BEM superior a nave mãe. Aliás, que coisa linda foi a chegada dos Originais lembram? Klaus, oh Klaus… que vilão adorável de se detestar.

Eis que é anunciado que a Nina Dobrev não voltaria para uma nova temporada. Eita. Chega então a pior audiência desde a época da estreia. Confesso que tentei assistir uns dois episódio dessa nova fase. Não desceu. Chatelena era insuportável. E a série conseguiu ficar pior sem ela? Conseguiu. Como eu disse, o fim era necessário.

Quando começaram a pipocar os teasers do final, comecei a me animar novamente. Elena vai voltar! Kai vai voltar! Eu agora, com 27 anos, a mesma que começou Vampire Diaries quando tinha 20 e estava no 2º ano da faculdade. Ah, me deixe em paz. Quero ver como vai terminar essa bagaça! Corri e assisti a temporada que não desceu a contragosto. Até que melhora (thanks Enzo), e sim, senti uma felicidadezinha que tinha lá em 2009, de quando ficava evitando spoilers no orkut esperando a Warner exibir o episódio por aqui. Época do Megaupload mais tarde. Saudades.

A série acaba enquanto ainda existe respeito. Para os fãs que ainda guardam o pôster colírio da Capricho do Ian, os que dão risada com receita de chá de verbena, dos que não aguentam mais e precisam se libertar do limbo ~fim da adolescência preciso ser adulto e não ver séries de vampiro ~, para quem acha o fim necessário.  Adeus Mystic Falls.

E por favor, não deixem esse gif morrer.

Elena Gilbert GIF - Find & Share on GIPHY

 

O último episódio de The Vampire Diaries vai ao ar em 10 de março na CW.

 

 

 

Naíra Flores

Naíra Flores é publicitária, jornalista e gostaria de ter a vida dirigida por John Hughes. Anota todos os filmes que vê, tá com o TV Time todo atrasado, viciada em true crime e adora música ruim. Troy and Abed in the moooooorning. Segue lá no TV Time: Naíra Flores / Instagram @Nairaflorex

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: